Comperj...

Comperj...

Olhando para o futuro do Brasil!

Complexo petroquímico do Estado do Rio de Janeiro Brasil!

terça-feira, 3 de abril de 2012

Empresas no comperj e funcionarios nas empresas.

No comperj tem empresas que definitivamente não querem saber do que se passa com os funcionários. Melhor dizendo é nítida a selvageria por conta das empresas por causa de super lucros. É terrível a situação do mundo que vive um frenesi. Muitos empresários não conseguem articular nada que não gire em torno do dinheiro. Os políticos são uma maldição sem fronteiras. Estamos em uma comunidade em transe. Perdidos na selva ficam os moderados. Os que têm garra e vontade de crescer e cresceram, mas o mundo deles não gira em entorno do dinheiro na base do custe o que custar. E não entendem porque tanta crueldade, tanta ganancia. Comentário de um leitor deste blog. Que pode muito bem estar envolvido em badernas no complexo. E pode também não estar. E se não estiver. Se toda sua versão sobre o ocorrido estiver completamente correta contada do jeito que aconteceu. É a barbárie total. Apesar de nós sabermos que a maioria dos casos de abuso nas empresas a direção geral da empresa não sabe quando acontece. São administradores contratados que se colocam acima do bem e do mal. E isto é verdade. Tem chefes de departamento de pessoal que parece o dono do cara que trabalha na empresa. Usa e abusa. Assim como mestres daqueles que sabem tudo e não precisam ouvir nada. Técnicos de setores que só de olhar para ele você já deve estremecer ele é o cara. Engenheiros que se você olhar na direção dele será excomungado e destruído por todos os poderes do bem que o cercam. São verdadeiros deuses. E pior, às vezes são deuses burros que dão uma ordem que o profissional não vai cumprir porque se o fizer irá se prejudicar como acontece muitas vezes quando o profissional tem duvidas sobre um determinado serviço pede a opinião dos grandões e se ferra, porque está errado e ele executa o trabalho e depois ninguém mandou fazer. Bom como diz o nosso amigo ele tem razão e quer provar que usaram de abuso de autoridade contra ele. Segue o seu comentário. (A empresa Alusa deu justa causa em vários funcionários no comperj. eu fui um deles só que eu fui demitido injustamente. O senhor Paulo chefe da segurança patrimonial num ato de total abuso junto com o senhor Pimentel que e do Rh cometeram abuso de autoridade com alguns funcionários que estavam trabalhando na greve. O sindicato omisso falou que não ia fazer nada. Infelismente tive que acionar a empresa na justiça.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário